Técnico realiza liberação de mosquitos Aedes aegypti com Wolbachia.
A liberação de mosquitos também pode ser feita a pé
Dispositivo de Liberação de Ovos (DLO).

Formas de liberação

O projeto Eliminar a Dengue: Desafio Brasil utiliza dois métodos de liberação de mosquitos Aedes aegypti com Wolbachia no ambiente: a soltura de mosquitos adultos e a utilização do Dispositivo de Liberação de Ovos (DLO).

Mosquitos adultos

A soltura de Aedes aegypti adultos pode ser feita de carro ou a pé. Em ambos os casos, são utilizados tubos que contêm mosquitos e, a medida em que o profissional do projeto Eliminar a Dengue: Desafio Brasil avança no terreno, abre os recipientes e promove a liberação dos Aedes.

No insetário da Fiocruz, os Aedes aegypti com Wolbachia são colocados nesses tubos ainda na fase de pupa, que é o estágio intermediário entre a larva que eclode do ovo e o inseto adulto. Dessa forma, os mosquitos se tornam adultos dentro do tubo e o dispositivo fica pronto para a soltura.

Ovos

O DLO consiste em um recipiente com pequenos furos nas laterais. Ele contêm ovos de Aedes aegypti com Wolbachia, água e alimento para as larvas que vão nascer. Dentro do dispositivo, os ovos levam até um dia para eclodir e dar origem às larvas. Estas, levam entre sete e dez dias para se tornarem mosquitos adultos, que voam para fora do dispositivo usando os furos das laterais.

Ambos métodos têm o objetivo de promover a substituição da população de mosquitos Aedes aegypti comuns por mosquitos da mesma espécie com Wolbachia, que possuem capacidade reduzida de transmitir os vírus da dengue, Zika e chikungunya.