O WMP Brasil participou de 3º Simpósio de Biotecnologia da UFRJ

Por: Flávio Carvalho

O World Mosquito Program do Brasil (WMP Brasil) marcou presença no 3º Simpósio de Biotecnologia promovido pelos alunos de Ciências Biológicas: Biotecnologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O objetivo do Simpósio é promover debates técnico-científicos multidisciplinares com profissionais renomados, criando um ambiente propício à inovação e despertando novos interesses nessa etapa de formação acadêmica. 

Além de ser parceiro na realização do evento, o WMP Brasil participou do Simpósio em duas atividades, uma palestra e um minicurso. O líder de Pesquisa e Desenvolvimento da iniciativa, Gabriel Sylvestre, proferiu a palestra "Método Wolbachia: uma forma inovadora de combater a dengue, Zika e chikungunya", que explica como o projeto libera Aedes aegypti com Wolbachia nos locais de atuação do WMP Brasil, desde o processo de mapeamento e levantamento de informações até a comprovação do estabelecimento do microrganismo nos bairros. "Para o WMP Brasil é fundamental participar de eventos científicos. Durante nossa participação, tivemos a oportunidade de apresentar o método Wolbachia e trocar experiências com alunos e profissionais da área", explicou Gabriel.

O WMP Brasil também apresentou o minicurso World Mosquito Program para os alunos de biotecnologia da UFRJ. Nele, os participantes puderam entender o método Wolbachia e como essa bactéria atua no controle de arbovírus, conceitos de microbiologia e como o projeto detecta a bactéria nos mosquitos capturados nas armadilhas, utilizando as técnicas de biologia molecular Polymerase Chain Reaction (PCR) em tempo real e LAMP (Loop Mediated Isothermal Amplification).

A aluna do curso de Biotecnologia e uma das organizadoras do 3º Simpósio de Biotecnologia, Ana Carolina Pires, achou incrível poder fazer parte do evento, porque pôde conhecer novos pesquisadores, projetos e explorar mais áreas do curso. "Por ser um projeto inovador que utiliza aplicações de microrganismos com a finalidade de trazer melhorias para a população, o World Mosquito Program apresentou técnicas inovadoras, de grande aplicabilidade biotecnológica. Com isso, durante o evento, foi possível aproximar cada vez mais o público do debate científico e da aplicabilidade de técnicas, uma vez que podemos ver a eficiência do programa e seus benefícios na prática", afirmou Ana Carolina.

O 3º Simpósio de Biotecnologia aconteceu do dia 05 a 09 de agosto. No Auditório Quinhentão, que fica no Centro de Ciência da Saúde (CCS) da UFRJ, aconteceram as palestras do evento. O Simpósio teve 367 inscritos, dentre alunos de graduação, pós-graduação e ensino médio técnico. Contou com a participação de 25 palestrantes e oferecidos 12 minicursos aos estudantes.