WMP Brasil participa da 25ª Semana de Microbiologia e Imunologia da UFRJ

A equipe do World Mosquito Program do Brasil (WMP Brasil) apresentou uma palestra e um minicurso na 25ª Semana de Microbiologia e Imunologia realizada na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que aconteceu de 21 a 25 de outubro. O evento possibilitou a difusão do que acontece na ciência, para diversos nichos da área biológica, com uma linguagem particular para cada um desses grupos.

No dia 22, as equipes de engajamento e diagnóstico ministraram o minicurso World Mosquito Program, apresentando o método Wolbachia, as particularidades dessa bactéria que o WMP Brasil utiliza no controle das arboviroses dengue, Zika e chikungunya, além de mostrar como é realizado o trabalho da equipe de diagnóstico da iniciativa.

Os participantes puderam entender como o WMP Brasil realiza as análises de presença ou ausência de Wolbachia nos mosquitos capturados em campo, através das técnicas de biologia molecular Polymerase Chain Reaction (PCR) e LAMP (Loop Mediated Isothermal Amplification), como identificamos a resistência dos mosquitos à inseticidas e como é feita a análise de ausência ou presença de alguma dessas arboviroses, com intuito de manter a qualidade dos mosquitos liberados.

No último dia de evento, o gerente de projetos, Gabriel Sylvestre apresentou a palestra "Método Wolbachia: uma forma inovadora de combater a Dengue, Zika e Chikungunya". Nela os alunos do curso de microbiologia da UFRJ puderam entender como são realizadas as etapas dos processos de liberação do Aedes aegypti com Wolbachia até a monitoramento das áreas de atuação.

A 25ª Semana de Microbiologia e Imunologia teve 20 palestras de temas variados das ciências biológicas. Ela acontece no curso de Ciência Biológicas: Microbiologia e Imunologia, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, desde 1995.