Profissionais da Saúde de Campo Grande (MS)recebem capacitação sobre Método Wolbachia

Por: Guilherme Costa

Evento acontece na capital até a próxima semana. Jornalistas do município também participaram de workshop sobre o método.

Cerca de 500 profissionais de saúde da Prefeitura Municipal de Campo Grande (MS) estão sendo capacitados sobre o Método Wolbachia esta semana na capital sul-mato-grossense. O município será o próximo a executar esta iniciativa inovadora de combate à dengue, zika e chikungunya, implementada no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e pelo World Mosquito Program (WMP), com apoio do Ministério da Saúde.

No Rio de Janeiro (RJ) e Niterói (RJ), o Método Wolbachia é executado desde 2014 e já apresenta dados preliminares que apontam a redução dos casos de chikungunya em Niterói. Em 2019, o Ministério da Saúde investiu 22 milhões nesta iniciativa e está expandindo para outras cidades brasileiras. Além de Campo Grande, Belo Horizonte (MG) e Petrolina (PE) irão receber os mosquitos com Wolbachia ainda neste ano.

O Método Wolbachia consiste na liberação de Aedes aegypti com Wolbachia para que se reproduzam com os Aedes aegypti locais e gerar uma nova população destes mosquitos, todos com Wolbachia.

A Wolbachia é um microrganismo intracelular presente em 60% dos insetos da natureza, mas que não estava presente no Aedes aegypti. Quando presente nestes mosquitos, ela impede que os vírus da dengue, Zika, chikungunya e febre amarela se desenvolvam dentro do mosquito, contribuindo para redução destas doenças.

Uma vez que os mosquitos com Wolbachia são liberados no ambiente, eles se reproduzem com mosquitos de campo e ajudam a criar uma nova geração de mosquitos com Wolbachia.

Com o tempo, a porcentagem de mosquitos que carregam a Wolbachia aumenta, até que permaneça alta sem a necessidade de novas liberações.

 

As capacitações dos profissionais de saúde de Campo Grande vão até o dia sete de fevereiro. Estes agentes de saúde, médicos, enfermeiros serão os responsáveis por dialogar com a comunidade, apresentando o método e tirando as dúvidas da população. Outra rodada de capacitação, desta vez específica sobre a liberação dos mosquitos – que será feita pelos agentes de endemias da capital sul-mato-grossense –, irá ocorrer ainda neste semestre.

Workshop para jornalistas

Os profissionais de imprensa e comunicação de Campo Grande também participaram de um workshop sobre o Método Wolbachia na noite desta segunda-feira (27). Eles acompanharam apresentações sobre os aspectos clínicos e de vigilância das arboviroses, sobre o Método Wolbachia e sua implementação em Campo Grande, e também sobre o papel da imprensa na cobertura dos casos de arboviroses.

Mais informações sobre esse método inovador, podem ser obtidas no site wmpbrasil.org, nas redes sociais (@wmpbrasil) ou via WhatsApp, pelo número (21) 99643-4805.