Liderança comunitária do Complexo do Alemão (foto: Flávio Carvalho/arte: Júlia Parente)
Engajamento Comunitário realiza atividade em escola do Rio de Janeiro na Semana de Cobate às Arboviroses (foto: Flávio Carvalho)
Equipe de Diagnóstico analisa mosquitos capturados nas armadilhas instaladas nos imóveis dos voluntários (foto: Flávio Carvalho)
Arthur participa de evento promovido pelo WMP Brasil no Horto do Fonseca, em Niterói (foto: Flávio Carvalho)
Liberação de Aedes agypti com Wolbachia no Campus da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) (foto: Flávio Carvalho)

WMP Brasil

Fique por dentro das notícias mais recentes sobre o WMPBrasil e o Método Wolbachia, uma iniciativa inovadora de combate às doenças transmitidas por mosquitos, como dengue, Zika, chikungunya e Febre Amarela urbana. 

Arboviroses caem em áreas com Aedes aegypti com Wolbachia no Brasil, Indonésia, Austrália e Vietnã

Pesquisadores do World Mosquito Program (WMP) apresentaram nesta quinta-feira, 21, novas evidências de redução de arboviroses em áreas onde foi feita a liberação de Aedes aegypti com Wolbachia no Brasil, Indonésia, Vietnã e Austrália. A Wolbachia é uma bactéria intracelular que, quando presente nos mosquitos, impede que os vírus da dengue, Zika e chikungunya se desenvolvam bem dentro destes insetos, reduzindo assim a transmissão dessas doenças.

Dados preliminares do WMP apontam uma redução de cerca de 75% nos casos de chikungunya em Niterói (RJ) nos últimos dois anos, quando comparadas as áreas do município que receberam os mosquitos com Wolbachia, com áreas que não receberam. "Nós monitoramos os dados a partir das informações de vigilância do Ministério da Saúde e, no caso da chikungunya, neste período de análise, identificamos esta significativa redução nas áreas tratadas”, destacou Betina Durovni, coordenadora de epidemiologia do WMP Brasil.

Estes dados foram apresentados nesta quinta-feira (21), pelo pesquisador da Fiocruz e líder do WMP no Brasil, Luciano Moreira, durante Reunião Anual da Sociedade Americana de Medicina Tropical e Higiene (American Society of Tropical Medicine and Hygiene/ASTMH), nos Estados Unidos.